A importância das seções estaduais na estrutura da SBU – Publicações | SBU Bahia

Publicações

A importância das seções estaduais na estrutura da SBU

Num País de dimensões continentais, rico por sua diversidade cultural e econômica, de desigualdades profundas e com enormes diferenças políticas e socioambientais que o tornam plural e ao mesmo tempo único, é necessário que se desenvolvam líderes com visão ampliada e experiência de vida consolidada. Neste Brasil, unido por uma mesma língua e por sua origem multirracial, é fundamental que nas instituições existam representantes de todos os rincões e com ideias que se completem na busca da união e do desenvolvimento coletivo.

Neste sentido, nossa SBU se destaca pela sua estruturação político-administrativa. Em nosso Estatuto são garantidos o direito de elegermos gestores nacionais, mas também estaduais, estes últimos responsáveis pela gestão em cada estado. São essas que se encontram mais próximas aos associados mais distantes, e são seus gestores que conhecem melhor as necessidades e os anseios desses que representam. Logo, em consonância com qualquer tratado moderno de gestão, podem e devem ser chamados a participar mais ativamente da política associativa.

Apesar dos avanços tecnológicos e de comunicação que a internet hoje nos propicia, ainda são os estados os braços mais longos da SBU. Através delas estamos presentes em todas as regiões, de Norte a Sul e de Leste a Oeste, e é pelas seções estaduais que mais facilmente o urologista, o seu paciente e a população em que estão inseridos em cada estado recebem o apoio e a informação necessários para juntos enfrentarem os problemas e as enfermidades relacionadas à nossa especialidade. Quando se observa o aspecto operacional das diversas ações que podem ser desenvolvidas, muitas dificilmente ganharão amplitude e serão bem-sucedidas sem o envolvimento efetivo das seções estaduais.

Nossos melhores presidentes foram aqueles capazes de deixar de lado a burocracia cartorial, a gestão de compadrio e o pensamento puramente empresarial para olhar fora da caixa, entender o conjunto da Sociedade e com habilidade sem fugir da responsabilidade, agregar
a pluralidade de ideias dos muitos que desejam uma SBU melhor, transformando a energia deles em realizações que alcançaram os mais distantes associados, de todos os recantos e a partir das seções estaduais. Em mais uma gestão que se inicia, desejamos ao novo presidente Sebastião Westphal e a cada membro da diretoria nacional, bem como a cada presidente estadual e sua diretoria local, uma gestão profícua, mas sobretudo de união e valorização do associado. Feliz 2018!

Dr. Arlindo Monteiro de Carvalho Junior
Presidente SBU-PB